Rua Marechal Deodoro 357 Canoinhas-SC
Canoinhas-SC | Fone 47 3622 4444
jornaldiariodoplanalto@gmail.com

Governo do Estado fecha de vez as portas da Gerência de Saúde de Canoinhas

Fechamento se deu na sexta-feira, 29, em absoluto silêncio das autoridades da região

Jmais
gerencia-900x444.jpg
Placa inaugural de reforma do prédio onde funciona a Gersa tem o nome do mesmo governador que começou desmonte da estrutura/Edinei Wassoaski/JMais

Não teve autoridades protestando, muito menos populares. O fechamento, de vez, da Gerência de Saúde de Canoinhas (Gersa) aconteceu na sexta-feira, 29, sem mais delongas. A reportagem do JMais esteve na Gerência uma hora antes do fechamento. Apenas dois funcionários aguardavam um representante da Gerência de Saúde de Mafra para entregar as chaves da repartição. Os dois estão em vias de se aposentar, assim como o terceiro servidor que ainda resistia em Canoinhas. Uma servidora vai e volta de segunda a sexta de Mafra e a quinta e última que seguia na Gerência de Canoinhas, Nair Goestmeier, faleceu há dois meses.

 

Os outros 16 funcionários da Gerência foram cedidos há mais de um ano para o Município de Canoinhas. São pagos pelo Estado, mas trabalham para o Município.

 

O coordenador macrorregional de Saúde, Thiago Patricio Furtado, havia enviado documento a Gersa definindo o dia 29 de novembro como a data para fechamento total da unidade, que já não vinha atendendo com 100% de sua capacidades desde fevereiro de 2018, quando começou o processo de desmonte da repartição. Procurado há duas semanas, o Governo do Estado  respondeu que “a Secretaria de Estado da Saúde informa que a princípio, a Gerência de Canoinhas permanece em funcionamento. A questão de fechamentos de regionais e transferência de serviços segue os parâmetros definidos em estudos técnicos da SES que estão sendo implementados gradativamente, sem prejuízo à população”, afirmou o governo em nota.

 

Questionado sobre o documento enviado por Furtado, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde afirmou por meio de nota que “a Secretaria de Estado da Saúde informa que a decisão de fechamento da Gerência de Canoinhas obedece exclusivamente os parâmetros definidos em estudos técnicos que estão sendo implementados gradativamente, sem prejuízo à população.”

DISPUTA PELO PRÉDIO

Com o fechamento da Gersa de Canoinhas fica o questionamento de com quem vai ficar o prédio, que é do Estado. Ali já funcionou até o início dos anos 2000 a Delegacia de Polícia da comarca. Como há necessidade de um espaço para acomodar a Delegacia da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), a Delegacia da comarca já reivindica o espaço. O 9º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Canoinhas também almeja o espaço para acomodar seu setor administrativo. Nenhuma decisão nesse sentido, no entanto, foi tomada até o momento.

 

LONGO DESMONTE

Criada em 1994, a Gersa de Canoinhas teve sua existência ameaçada logo nos primeiros meses do ano passado, quando Eduardo Pinho Moreira (MDB) assumiu o governo em fevereiro com a renúncia de Raimundo Colombo (PSD) para concorrer ao Senado.

A princípio se manteria um escritório local subordinado à gerência de Saúde de Mafra. Funcionários da Gersa de Mafra chegaram a retirar vários equipamentos do escritório de Canoinhas. Depois devolveram parte do que levaram.

 
 


Sem título.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina