Rua Marechal Deodoro 357 Canoinhas-SC
Canoinhas-SC | Fone 47 3622 4444
jornaldiariodoplanalto@gmail.com

Região possui 17 casos de tuberculose

Quanto mais cedo a doença for descoberta, mais rápida é a cura. Procure um posto de saúde. É grátis

Bruna Oleskovicz

 

Hoje é lembrado o Dia Mundial de Combate a Tuberculose. Apesar de existir cura, a enfermidade pode levar a morte. E isso ainda ocorre nos dias atuais. A doença é transmitida por via aérea em praticamente a totalidade dos casos. A tuberculose tem cura através do tratamento medicamentoso por no mínimo 6 meses e acompanhamento mensal pela equipe de saúde, a medicação é gratuita e distribuída e todas as unidades de saúde pelo Programa Municipal de Combate a Tuberculose.

 

Sintomas
Tosse com escarro por mais de três semanas, falta de apetite, emagrecimento, dor no peito, suores noturnos, cansaço fácil e febre baixa no fim da tarde.

 

 Estado e Região

 Por ano, são registrados 1,7 mil novos casos de tuberculose em Santa Catarina. Deste total de pacientes, 70% têm de 20 a 50 anos e 66% são homens. O mais importante é ficar atento aos sintomas e procurar um posto de saúde para um exame. Tanto o diagnóstico quanto o tratamento é gratuito. Importante ressaltar que os números de casos variam com o tempo, pois o tratamento dura seis meses e há também, o registro de novos casos.

Na região, aproximadamente 17 casos estão registrados nas clínicas de epidemiologias. Sendo dois em Três Barras, um em Monte Castelo e 14 em Canoinhas. Em Bela Vista do Toldo, Irineópolis e Major Vieira não existem nenhum caso registrado nesse ano. Na cidade de Papanduva não foi possível conseguir a informação, pois a pessoa responsável não se encontrava no local.

 

Imagens




Sem título.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina